Metafísica I – A Libertação do Ser – O Homem Universal 374

Estudo do ser, das causas primeiras, da etiologia da patologia humana e da doença. Parmênides começou a falar sobre o ser (e o não-ser); foi o primeiro. “O ser é aquilo que É (real)”.- “Energia Escalar”.

O cerne da vida é o Ser, a energia. O ser (na essência) é formado pelo Amor, Verdade e Estética (antes de negar estes aspectos, era perfeito). Na neurose, na doença, o ser humano está atacando sua essência. A sanidade advém do ato.

“Enfermidade e Sanidade (a máscara é a enfermidade)”.

Dra. Cláudia comenta sobre o livro Metafísica Trilógica (volume 1) (a atitude de ir contra o Ser (não-Ser).

Pela origem o ser humano tem total sabedoria e sanidade em seu interior. Inveja, megalomania, etc. impedem estes aspectos de se manifestar – daí a necessidade de serem conscientizados, para se voltar à situação original.

Quem aceita a essência como é, é descontraído, cria um ambiente bom (energético). Já o mal é a contração (o indivíduo se fecha). Entrevistados comentam sobre o livro Meta I (Selma Genzani, psicoterapeuta; César Soós, físico; José Ortiz Camargo Neto, jornalista e Sofie Bergqvist, professora).

 A questão de não aceitar o bem que tem na vida (quer mudar de família, de emprego, de cidade etc.). “O sofrimento vem em consequência do impedimento ao Ser”. Vide quadro (NK-GRAF-948) — “A. Schopenhauer (idéias)”.

“Processo de Cura do ser humano (a partir da essência).”. Ser humano não vê vantagem em fazer o bem (e isso destroi a humanidade). Psicoterapia – retorno ao que a pessoa era, originalmente. “Não temos idéia da maior parte do que somos”.